Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Despertar da Mente

O Despertar da Mente

Uma coisa é a opinião e outra coisa é a intuição...

FacebookCom o meu crescimento pessoal aprendi a distinguir em mim e nos outros opinião e intuição. Saber distinguir uma coisa da outra é muito importante na tomada de decisões importantes na nossa vida.

No meu caso pessoal ter ignorado a minha intuição em diversas ocasiões da minha vida revelou-se num erro que me custou tempo e dinheiro!

O que é opinião?

Expressamos uma opinião intelectualmente pela lógica e pela razão. Uma opinião parte do nosso cérebro e é como um subproduto da aprendizagem, ou seja, quando expressamos uma opinião estamos a manifestar um conteudo que se baseia naquilo que sabemos e aprendemos sobre determinado assunto.

O que é intuição?

Uma intuição ou feeling não parte da razão ou da lógica. Há quem lhe atribua até uma explicação mais espiritual. Para os psicólogos, porém, parte de pensamentos do nosso inconsciente.

Importa ainda distinguir intuição de impulso. A intuição é tranquila e parte da atenção plena ou mindfulness. Já o impulso é algo que surge no momento e não avalia consequências pois está subordinado às emoções, por exemplo: a gula, compras, momentos de raiva, medo.

A intuição ou feeling é muitas vezes apelidada de 6.º sentido. É frequente termos a impressão de que essa é uma capacidade própria dos génios. No entanto, pode ser treinada e potencializada, como qualquer outra habilidade humana. De fato, ao tomar consciência das mensagens da intuição já fazemos com que ela se reforce.

No entanto, muitas vezes tendemos a negligênciar a nossa intuição que acaba ofuscada pelo pensamento racional.

A razão pode advertir-nos do que é preciso evitar; só a...

Se conjugarmos ambas: a racionalidade com a intuição temos mais chances de tomar boas decisões.

Para conseguirmos conectarmo-nos com a nossa intuição precisamos de:

- aquietar a nossa mente (fazer parar ou reduzir bastante o nosso diálogo interno) sendo que a meditação e o yoga podem ser preciosos auxiliares;

- tomar nota das nossas emoções quando estamos prerante determinada situação ou pessoa - é preciso respeitar essas primeiras impressões;

- praticar a atenção - observar ou direccionar a mente para uma coisa ou problema apenas pode ser um desafio mas ajuda a tomar melhores decisões. Normalmente, a nossa mente é como uma bola de ping-pong e salta entre muitos assuntos!

O problema com a intuição é o autoengano, ou seja, quando confundimos intuição com um desejo que temos.