Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Despertar da Mente

O Despertar da Mente

Os outros são espelhos de nós

EU SOU EU SOU, 01.10.20

Tendemos a projectar nos outros (exterior) muito daquilo que carregamos dentro (interior). E isso tanto pode ocorrer de forma positiva quanto negativa. Assim, escolhemos relacionar-mo-nos com pessoas com as quais sentimos afinidade e afasta-mo-nos das que não gostamos...

Já sabemos que nos aproximamos mais das pessoas com as quais partilhamos algo em comum...E será que as pessoas que não gostamos estão nos nossos antípodas? Será que elas não carregam também um aspecto nosso e que inconscientemente negamos?!

Se na sua vida tem alguém que o faz mergulhar aos infernos das emoções ou seja, às emoções mais negativas e ao seu lado mais sombrio... Pergunte-se: o que é que eu carrego em mim que está relacionado com um aspecto (ou mais) que eu não gosto no outro?

Pode ser que essa característica que não gosta no outro a carregue também dentro de si! Ou pode ser um padrão de comportamento que lhe dá remeniscências do ambiente familiar em que foi criado. Por exemplo: se foi criado num meio onde havia muita mentira, opressão, poderá ter dificuldades em tolerar pessoas quem mentem e são opressoras.

As pessoas só nos devolvem refletida

a forma como nós somos.”
-Laurent Gounelle-

Será que o defeito que percebemos se encontra fora de nós ou está dentro de nós próprios?

A projeção psicológica leva-nos a um mecanismo de defesa em que projetamos nos outros ações, sentimentos e pensamentos inaceitáveis para nós próprios.

A sugestão que lhe trago aqui é mais a de recolher para dentro de si, ressignificar as experiências que viveu na sua infância, e voltar a olhar para a situação presente de forma assertiva e objetiva. Claro que há pessoas tóxicas, e claro que tem de estabelecer fronteiras e limites no seu relacionamento com elas. Porém, se ficar obsecado pela sua revolta e necessidade de as modificar, de lhes reagir, tenha presente que é porque lhes lembram algo da vossa infância. Estão no passado e não no presente.

Pense como poderá trabalhar em si mesmo esse aspecto. Como se tornar numa melhor versão de si mesmo.

Reporte-se ao momento atual e largue a bagagem emocional para trás. Verá que conseguirá olhar para o desafio atual de uma forma mais relaxada, com compaixão e com coragem. Se calhar, de repente essa pessoa que irritava tanto, já nem consegue irritá-lo...

espelhos de nós.jpg