Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Despertar da Mente

O Despertar da Mente

Reflexão do dia...

Eu nunca devia de ter vindo a este mundo de 3. Dimensão. Eu nunca pedi para vir para este mundo horrível!

Por vezes escutamos este lamento... se calhar até  pensamos  assim em certas ocasiões. 

Viver neste mundo como uma consciência  desperta pode ser muito absorvente. E é  porque conseguimos ver muitas coisas com as quais não  nos revemos e que a maioria está inconsciente e nem repara. Pode ser muito desafiante. 

Porém,  lembre-se que você  é  aquele que escolheu  vir mas o véu de esquecimento  impede-o de perceber isso. Só  isso é  poderoso!

Logo, saia do modo de vítima.  Você  veio para ancorar luz. Ser luz. Você  tem o poder de criar a realidade que o rodeia.

Muito do trauma que  está  a vir ao de cima, é  para ser transmutado e limpo.

Venho transmitir-lhe esperança.  Cada vez mais pessoas estão  a ver muitas verdades escondidas, a questionar muita coisa... quem anda nestas andanças  sabe que é  verdade.

Será  como o efeito bola de neve e cada vez mais e mais pessoas começam a mudar a consciência. Isso irá  firmar uma nova linha de tempo.

Se você  apenas conseguisse  entender quanto você  é  poderoso!

Sinta-se grato e afortunado por estar aqui e agora. Vai ter coisas para contar... para sempre!

Namastê!

IMG_20230722_011426_864.jpg

 

 

 

 

Deixar a armadura...

Uma das coisas mais difíceis  de fazer num processo de cura emocional e de crescimento  pessoal é  abandonar toda a bagagem acumulada e a PERSONA que criamos para enfrentarmos os desafios e dores da nossa caminhada.

Como um cavaleiro que se arma para enfrentar a batalha, também  nós  criamos uma armadura ou carapaça  para enfrentarmos desafios inimagináveis e perdas irreparáveis. 

Porém,  quando estamos num processo de desenvolvimento pessoal, necessitamos de libertar todo o peso dessa armadura, que já  não  nos serve para nada. Só  nos atrasa e impede de alcançarmos metas e sonhos.

Screenshot_20230726_081221_Google.jpg

Precisamos dizer adeus a quem fomos para alcançarmos  o potencial de quem nos estamos a tornar.

 

Fica uma sugestão  de leitura de um livrinho encantador  que se lê  numa hora: O cavaleiro da armadura enferrujada. 

Deixo em baixo a versão  gratuita em pdf.

https://pt.scribd.com/document/333405443/307477202-O-Cavaleiro-Da-Armadura-Enferrujada-pdf

 

Definir limites não te torna numa má pessoa!

Este fim de semana estava a conversar com uma pessoa  mais velha precisamente acerca disto.

A geração  dessa pessoa mais velha foi ensinada a agradar e a ser gentil mesmo que isso implique ir contra o seu modo de ser e de sentir. Mesmo que isso a prejudique.  O que importava era parecer bem socialmente.

Isso não  é  ser assertivo e também  não  é  ser educado!

A primeira pessoa  a respeitar, somos nós  próprios,  contrariamente  ao que fomos ensinados a pensar. Não,  não  é  egoísmo, é  mesmo assim!

Muitas vezes exigimos que nos respeitem,  porém, somos os primeiros a auto desrespeitarmo-nos pois simplesmente  não  sabemos estabelecer limites. Não  sabemos dizer que não!

Não  nos cuidamos como deríamos, não comemos como deveríamos,  não  dormimos o suficiente,  bebemos café  a mais, não  sabemos parar para pausar e descansar...

Nos relacionamentos é  a mesma coisa. Se não  tivermos um bom relacionamento  connosco mesmos também  não  teremos com os outros.  Se não  nos respeitarmos vamos atrair pessoas que não  nos respeitam nas várias  esferas da vida.

Por isso, é  fundamental  definir limites. Definir limites não  é  desculpa para ser mal educado  e rude. Mas surgirão pessoas que requerem uma abordagem mais musculada que a que habitualmente  temos. E isso não  fará  de si uma má  pessoa. Fará  de si uma pessoa adulta,  que se ama e respeita e que não tolera abusos!

Quando isso acontecer:

1. Desapegue da sua vontade de modificar essa pessoa mais problemática. Ela não  vai mudar só porque você  o deseja e você  não  está  a olhar para o problema da forma mais construtiva. Pense o que pode da sua parte fazer para ter um relacionamento  diferente e menos stressante.

2. Largue de sentir vítima  dela!  Ela tem poder e você  também  tem o seu poder pessoal. Conecte-se com o seu centro de poder pessoal e comece a pensar e agir de forma diferente.

3. Cada um dá  o que tem para dar, e você pode alterar esse estado da relação. Crie distância (temporária  ou definitiva) para poder respirar e reflectir e não a deixe comandar a sua vida. Há  biliões  de outras pessoas mundo fora.

4. Desvie o foco. Não  desperdicie a sua vida com quem não  a valoriza ou merece.

IMG-20230721-WA0004.jpg

 

 

 

Reflexão do dia...

Quando se levanta pela manhã,  sente que o faz focado na sua tentativa  de se tornar numa melhor e mais elevada versão de si mesmo?

Está  focado na manutenção  de uma alta vibração?

Está  atento -awarness?

Tem foco na sua visão?

Ou será  que está  distraído  com qualquer coisa do seu mundo interno ou externo?

Pode ser com uma pessoa,  um sentimento mau, uma notícia,  um acontecimento...

Uma sugestão: fique consciente  daquilo que o está  a distrair  e a fazer perder tempo, impedindo-o de se tornar numa melhor versão  de si mesmo. E depois mude a sua atenção. 

Não  perca o foco principal!

IMG_20230721_000029_856.jpg

 

Reflexão do dia...

Não  se trata de mudar de pastor, mas sim de  deixarmos  de sermos ovelhas...

Se deixarmos de seguir cegamente lideres políticos, económicos,  gurus, artistas.... deixamos de ser ovelhas. Sem ovelhas não  haverá  necessidade de pastores.

Por isso a verdadeira mudança  é  de dentro para fora.

Por isso, se diz : sê a mudança  que desejas ver no mundo. 

IMG_20230716_150924_651.jpg

Pág. 1/2