Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Despertar da Mente

O Despertar da Mente

Frases de Osho

 

frases_osho.jpg

" A democracia que passa a ditadura, a ditadura que se converte em democracia. Todas estas revoluções são tão superficiais quanto caiar uma parede..."

" O que é a exploração psicológica? Ser explorado psicológicamente é não poder ser autêntico. Ninguém é aceite nem respeitado na sua verdadeira essência. Como é que você pode respeitar alguém se não aceita as pessoas tal como elas são? Você não respeita as pessoas, mas antes os conceitos que lhes impôs. Nunca respeita as pessoas na sua autenticidade, na sua completa nudez."

Osho, O livro do Ego

How true is that?

Tão atual estas palavras em tempos eleitorais e pandémicos...

 

Frases de Osho

Um autor que eu aprecio imenso é justamente Osho.

Lê-lo é para mim um enorme prazer porque me inspira, porque me auxilia a conhecer melhor as minhas sombras, porque é de uma profundidade e crueza tremenda e eu revejo-me nessa forma de olhar a vida... sem "pílulas douradas", sem eufemismos e sem fifis e pipipis.

Ao ler Osho caem-me sempre imensas "fichas", por isso, avanço na leitura lentamente... Para digerir ideias, palavras... para as integrar na minha razão e sobretudo no meu coração!

Com Osho sinto-me mais reconectada interiormente e à FONTE DIVINA e a todos nós humanos (centelhas divinas) que por estes dias andamos tão perdidos e tristes...

Vou a partir de hoje e até ao meu aniversário partilhar regularmente frases maravilhosamente profundas dele.

Espero que apreciem e vos inspirem igualmente!

frases-de-Osho (1).jpg

Tauuuu! Brutal assim!

Andamos tão entretidos na vida com tudo e com nada, que tantas vezes nos esquecemos como é VIVER A VIDA!

Andar no corre-corre do casa-trabalho, não é viver a vida!

Andar triste, sentir-se só, não é viver a vida!

Viver para agradar aos outros ao ponto de não saber quem é, o que o apaixona na vida, e o seu próprio valor, não é viver a vida!

Viver cheio de medo, disto e daquilo e daqueloutro, não é viver a vida!

Abdicar de tudo o que gosta, lhe faz sentir feliz, não é viver a vida!

Se andas assim e tens medo de morrer! Desculpa, mas se calhar já morreste e nem te apercebeste!

 

Seremos o vírus deste planeta? II

nao-olhe-para-cima-e-bom-va-1000x600.jpg

Este filme da Netflix não podia ter surgido na altura mais oportuna... Ao ler alguns comentários e críticas do grande público ao filme não consigo deixar de pensar como aquela sátira é na realidade, um reflexo da nossa própria realidade já neste momento presente...
 
Imensas pessoas não perceberam que o filme é uma sátira e não uma comédia. Foram ver o filme na esperança de rir umas boas gargalhadas e não sabem sequer a diferença entre comédia e sátira.

Satira.png

Outras acham que o enredo era lento e que adormeceram... Que o  fim era previsível..

fim previsível.jpg

Outras pessoas ainda vivem alienadas  da própria realidade em que vivem porque andam a viajar no mundo das celebridades, das monarquias e dos Big Brothers, e foram ver o filme pelos atores indicados no cartaz: Meryl Streep, Di Capprio... Ainda não compreenderam que uma das maiores ilusões é a própria idolatria . Nenhum ser humano é perfeito. Nenhum uma obra acabada. Ser rico, ser famoso ou ser bem-sucedido não significa nada se você for uma pessoa horrorosa e má! Dantes idolatravam-se os santos das igrejas e agora são os atores, os apresentadores e as vedetas da TV... Tudo isso é idolatria! Tudo isso é mentira! Seja adulto e olhe para dentro: que vazio tenta preencher dentro de si com essa idolatria? Acha mesmo que esse é um caminho edificante para si e para o mundo?

Sim, o que importa é o que fazemos entre o momento que nascemos e o momento em que partimos. A vida é mais do que comer, dormir, trabalhar e entretenimento... No entanto a maioria vive como se apenas isso existisse! Não vive, sobrevive! 

Eu própria tive fases da minha vida assim. Não me estou a colocar num pedestal. Estou aí na luta com todos nós. Caio e lavanto-me. Aprendo e erro...

E o filme demostra como a alienação se apoderou da sociedade a níveis irreversíveis, pelo que o desfecho apocalíptico é o único possível. Não, não emergiu nenhum herói, nem nenhum Deus, nem uma segunda vinda de Cristo à terra, nem nenhuns ET's para salvar a humanidade! Ou esta tinha (tem) a capacidade de se salvar a ela mesma ou o fim que lhe resta é mesmo o da autodestruição...
 
A humanidade repetidamente faz o mesmo tipo de erro. Confiar nas pessoas erradas e é enganada por eles. E isso apenas sucede porque vive distraída.  Porque vive presa a filtros e crenças inconscientes que a desempoderam (religiosos, políticos, culturais)... que a fazem sentir-se sem autovalor e sem amor próprio. A maioria das pessoas não gosta de si mesma, fará dos outros! Daí a falta de empatia, de cooperação e da compaixão que cada vez mais vemos. Daí a solidão e a tristeza que prolifera na sociedade causadora de muitas doenças psiquiátricas e de suícidio.
 
Os humanos sempre viveram presos a crenças ideológicas, religiosas, económicas que perpetuam a sua própria desgraça e miserabilismo. Quantos "santinhos" cairam do meu próprio altar este último ano...
 
As cenas finais, com uns a fugir, outros a panicar e os dois cientistas e amigos e familiares a celebrarem a união, a dignidade e a espiritualidade numa refeição tipo a última ceia de Cristo é um momento alto do filme. Foi isso que levou Di Caprio a aceitar participar no filme pois simboliza a  résquia do que a humanidade possui de bom, de digno e de verdadeiro...
 
Quantas pessoas conseguirão ver o filme e concluir que vivemos numa sociedade alienada da própria realidade pelo metaverso (internet, jogos, TV, media e redes sociais)?
 
Quantas pessoas estão dispostas e tem coragem para ver para além disso?
 
Nós somos livres. Nós somos livres. Nós somos livres.
 
Há coisas que nos acontecem porque nós permitimos. Porque nós nos perdemos na gigantesca manipulação que exercem sobre nós.
 
 
 
 

Seremos o vírus do planeta?

 
 

matrix.jpg

 
Há uns tempos atrás ao ler a crítica ao filme Matrix Resurrection, li um comentário que me abalou: um jovem citava uma fala do agente Smith: "Vocês são o vírus do planeta, e eu a CURA!". Logo imensos likes e comentários de apoio...
 
Fiquei simultânemamente triste e perplexa! Como assim? Na saga Matrix o agente Smith é um controlador que se assegura que as pessoas permaneçam adormecidas e a tomarem o comprimido azul. É isso ou são exterminadas por ele!
 
É isso que algumas pessoas querem? Uma realidade dominada pelas máquinas e a IA (inteligência artificial)?
 
E se é isso que o desejam...porquê?
 
Porque somos maus... Porque estamos a destruir o planeta...Porque somos demasiados... O síndroma Greta Thunberg- ou da CULPA- essa jovem cheia de ódio e de rancor pela humanidade... 
 
E sim, é verdade que todos os dias vemos notícias de muita coisa má. Mas a realidade não é o que nos apresenta a TV e as redes sociais! Temos tantos, tantos motivos para nos sentirmos gratos diáriamente! E nada agradecemos pois tomamos tudo por certo! E nada agradecemos porque buscamos satisfação consumista e material a qual é muito temporária e com pouco conteúdo. 
 
E sim, é verdade que o planeta está a sofrer com a ação humana. A poluição, as alterações climáticas, a extinção de espécies... Mas é impossível ter 0 impacto no mundo, minha gente! Quem diz isso, está a mentir! E lanço outra polémica: serão as energias renováveis a melhor alternativa ou estarão elas próprias a diversificar e a criar outras formas de poluição (veja-se a extracção do litium e a reactivação de centrais a carvão)? Quais as mentiras por detrás?
 
E sim, somos muitos no planeta, mas estudos demográficos prospectivos indicam que alcançámos o nosso máximo e daqui em frente a natalidade baixará. Assim, se verifica sempre que uma sociedade se torna mais próspera e as mulheres participam mais no mercado de trabalho e aumentam a sua escolaridade.
 
Meus caros, essa forma de pensar profundamente depressiva e desempoderada, descrente do valor sagrado da humanidade e da sua capacidade de se reinventar, descrente da vertente da espiritualidade (não somos apenas o físico e o psicológico), esse ódio e falta de empatia e de compaixão pela humanidade... É o mesmo que está a legitimar uma série de abusos e manipulações contra as liberdades das pessoas neste mundo!
 
Dois mil anos depois da vinda de Cristo, cuja mensagem central foi a da fraternidade, do Amor, da empatia e compaixão... o ser humano ainda não entendeu o básico em termos filosóficos, emocionais, sociais, existênciais. O progresso observado nestes dois milénios foi meramente material e tecnológico e estamos mais atrasados culturalmente e mais fácilmente manipuláveis por líderes políticos e media do que alguma vez estivemos! E não se esqueçam que eles sabem bem disso!
 
Uma coisa é constatar o estado atual em que estamos (que é mesmo preocupante), outra coisa é utilizar essa informação para a nossa própria autodesvalorização (individual e coletiva), e porque não dize-lo, a nossa autodestruição!
 
É urgente reclamar a nossa capacidade de pensarmos por nós próprios e de forma construtiva! Porquê? Para tomarmos melhores decisões individual e colectivamente.
 
Não temos o poder de salvar o mundo. O único poder que temos nesta vida é o de se salvarmo-nos a nós mesmos, levando uma vida mais consciente e responsável.
 
Como estamos no início do ano e a fazer as nossas próprias reflexões, ficam aqui algumas sugestões, que espero vos possam auxiliar a ter um ano mais saudável.
 
Use a internet ao invés dela o usar a si!
 
Use-a para buscar informação ou para se comunicar com pesoas da sua rede social. Mas use-a moderadamente para que não lhe retire tempo para realizar outras coisas boas da vida!
 
Oiça os dois lados de várias questões, antes de tomar a sua própria posição! Não vá atrás das opiniões de celebridades e de supostos especialistas (não acredite em tudo o que vê e investigue por sua conta). Afinal, temos na internet tanta informação acerca dos curriculos das pessoas!
 
Desconfie quando lhe apresentam uma visão monolítica do quer que seja! Quando esse especialista se recusar a raciocinar de forma crítica, lógica e imparcial...
 
Escolha as suas fontes! E elimine o que não lhe interessa ou não ressoa consigo e com os seus valores! Afaste-se de conteudos negativos!
 
Reduza o tempo passado nas redes sociais e a ver TV! A cuscar na vida dos outros sem viver a SUA VIDA!
 
 
Viva a vida!
 
Viva a sua vida mais plenamente!
 
Apanhe sol!
 
Faça exercício!
 
Vá à praia, ao jardim, à rua!
 
Visite amigos!
 
E se há coisas na sua vida que o desgradam, avalie bem se as pode mudar ou se a mudança terá de ser em si e na sua capacidade de as aceitar como são!
 
Seja uma pessoa mais sábia
 
Leia mais!
 
Estude mais - e seja um eterno estudante na vida! defina metas e objetivos para este ano e coloque-se em marcha par os alcançar!
 
Seja humilde pois há tanta coisa que ainda não sabe e ninguém é obra acabada!
 
Trabalhe em prol dos seus sonhos!
 
A vida quotidiana pode ser cansativa, aborrecida e desmotivadora! Todos temos sonhos e necessitamos de ir alcançando sonhos para nos sentirmos esperançosos e comprometidos com a vida.
 
Nada acontecerá, se você nada fizer!
 
Seja flexível pois existem muitas formas de os realizarmos! Basta criatividade, flexibilidade e disposição para AGIR!
 
Pare de aguardar soluções mágicas! Você é um adulto e não uma criança! A magia pode existir mas se você trabalhar e investir no que quer terá mais probabilidades disso acontecer!
 
Trabalhe a ESPERANÇA
 
Por vezes, é dificil manter a esperança quando tanta coisa em nosso redor parecer estar a ruir... Mas por vezes, antes de melhorarem as coisas tem mesmo de piorar, e talvez estejamos a viver um momento desses.
 
Não obstante, é absolutamente indispensável trabalhar diáriamente para mantermo-nos positivos através de afirmações positivas e de hábitos saudáveis. Temos mesmo, mesmo, mesmo de nos focarmos nisso ou fácilmente somos arrastados por hábitos e crenças limitadoras.
 
Evite julgar os outros. Opte por observar, por escolher e filtrar.
 

esperança1.jpg

 
 
 
E tenha um excelente ano de 2022!
 
 
 
 

Uma partilha muito importante!

Hoje uma notícia que para mim representa uma pérola de esperança na verdadeira ciência e medicina: um estudo que vem colocar a hipótese do  virus eipstein barr estar na base da doença esclerose multipla.

https://observador.pt/2022/01/13/estudo-conclui-que-virus-pode-estar-na-origem-da-esclerose-multipla/

 

Anthony William - médico medium já tinha afirmado isso na Health summit (eu escrevi um pequeno e incompleto resumo da sua apresentação em 14.04.2021 que podem reler aqui) e é bom saber que a ciência também explora essa possibilidade. Ele considera que não há cá doenças autoimunes como a ciência gosta de as classificar...Existem sim doenças desconhecidas (em que apenas conhecemos sintomas e desconhecemos causalidades). Tais doenpças são causadas por virus conhecidos ou não conhecidos pela ciência. Bem como bactérias e fungos...

E aqui temos um estudo que vem apontar a validade desta hipótese que ele defende há largos anos, muito antes deste estudo ser publicado...

Atenção que nos EUA vários médicos convencionais (mas com mentes mais abertas) recorrem a ele para diagnosticar e tratar pacientes que não regem positivamente a tratamentos convencionais... Eu não mencionei nesse artigo de 14.04.2021, mas ele tem o DOM ou  a capacidade de saber que efemeridades qualquer pessoa tem, com um grau de acerto impressionante... Se visitarem o seu blogue vão descobrir porquê... E tem vários livros publicados de tratamentos naturais via alimentação.

As pessoas que o seguem tem uma abordagem muito disciplinada e relatam melhoras incríveis.

Eu pessoalmente, que não sou tão disciplinada assim, segui alguns dos seus conselhos e tive melhoras incríveis em certos problemas de saúde que me afligiam. 

Aqui fica mais uma vez a sugestão pois hoje era mesmo inevitável para mim recordar este ser especial...

https://www.medicalmedium.com/medical-medium-blog

 

 

Joan Borysenko - respirar conscientemente é curar

Joan.jpg

Com apenas 10 anos de idade esta autora teve um episódio psicótico e desenvolveu um comportamento obsessivo-compulsivo que levou os seus pais a procurarem apoio em psiquiatras, numa altura em que estes assuntos não eram muito estudados. Ainda não havia terapia cognitiva e comportamental nem a medicação que atualmente existe para esta questão.

Um dia porém, ela sentiu um enorme apelo para simplesmente orar... E ela não era proveniente de uma família onde isso fosse um hábito. E não é que isso resultou?!

Sentiu uma enorme paz. Amor profundo. Sentiu ser reconhecida e protegida por outro reino. Começou a ver que a cura era possível e como deveria de proceder para se curar.

Sentiu-se restabelecida e a compreender que existem diversos reinos ou dimensões. Começou a ser uma interessada em neurociência, psicologia, estados de consciência.

Nos seus estudos apercebeu-se que eramos muitos direccionados pelo medo...

Formou-se em biologia e psicologia em simultaneo e depois decidiu-se a seguir para a escola de medicina em Harvard e fez o seu doutoramento em medicina celular, designadamente: como as células se tornam cancerosas e como se podem reparar. Escreveu  até ao momento cerca de 17 livros.

Porém... Esta determinação nos estudos em medicina celular proveio de um episódio familiar dramático: o seu pai contraiu cancro e acabou por morrer não do cancro mas de suícidio. Ele estava a tomar um medicamento experimental no tratamento da leucemia, o qual despoletou um episódio psicótico que culminou com o seu suícidio (atirou-se de um 7 andar).

Joan Borysenko fez trabalhos específicos em epigenética que pretendiam demonstrar a influência da alimentação na evolução ou recessão do cancro, nomedamente com dietas específicas. E isso comprovou-se que resulta com algumas pessoas e em alguns tipos de cancro.

E como explicar os casos de remissão espontânea, ou seja, de pessoas que conseguem recuperar sem qualquer intervenção médica?

Ela acha que tudo é feito de amor e que o amor tem realmente o poder de curar. O amor e a compaixão são coisas que fazem imensa falta neste mundo.

Joan acha que os agrotóxicos, ou a carne criada de forma industrial, sem ser de forma biológica, e a nossa água está também comprometida e... que tudo isto interfere no surgimento de doenças com o cancro e doenças crónicas.

Quando teve uma clinica mente e corpo aplicava programas de 10 semanas e reparou que as pessoas que apresentavam menos progressos eram as que se agarravam a ressentimentos e mágoas do passado.

O sentimento de solidão contribui para um sistema imunitário mais fragilizado e logo facilita o aparecimento de doenças. Há boas e más emoções e as más emoções contribuem para perdermos a nossa saúde.

A prática de mindfulness pode ser extraordináriamente empoderadora para todos. No caso pessoal desta autora a prática de mindfulness auxiliou-a a superar um problema de enxaquecas. Um dia limitou-se a observar a dor, onde estava, como se manifestava sem qualquer avaliação negativa ou sentimento de vitimização. Apenas observava e respirava de forma atenta e consciente. E o extraordinário é que ao fim de 10 ou 15  minutos a dor passou por completo! Claro que não se aplica a todos, há situações em que a dor não passa. Mas pode auxiliar e muito.

Passou a aplicar isso na clinica mente e corpo. Passou a aplicar isso na metodologia da clinica mente e corpo! Se não vejamos, quando recebemos um diagnóstico mau acerca da nossa saúde é possível passar por estas três fases:

1.º o mundo desistegra-se - recebes o diagnóstico.

2. Depois deixas de ser quem eras e estás em busca de cura. Encontras os teus mentores. Fazes mudanças.

3. Depois queres partilhar com outros aquilo que aprendeste.

Para a autora a meditação e a respiração consciente é a melhor forma de autoregulação e de cura. Promove o relaxamento do sistema nervoso, alivia o stress e abre o caminho para o sistema imunitário atuar e você se curar.

A meditação gera alterações ao nível da epigenética. Os nossos genes alteram muito lentamente ao longo do tempo o que é excelente pois mantem a aparência humana ao longo de milénios. As alterações ambientais são um estímulo à mudança dos genes. . As pessoas não estão tão determinadas pelos seus genes como julgam, ou seja, as circunstâncias ambientais podem contornar essa dita propensão genética,pela boa alimentação, meditação, exercício físico, bom estado emocional, vida mais tranquila.

A história de Eddie

- Foi-lhe diagnosticada esclerose amiotrófica lateral. Ela achou que uma vez que se gostasse de uma parte do seu corpo isso poderia ajudar. E assim ela foi repetindo por vários dias até finalmente gostar do seu corpo inteiro e se ter curado. Já lá vão 20 anos sem manifestação da doença!

Elementos para a cura:

- ter um grupo de amigos e familia de apoio;

- técnicas de respiração são úteis para relaxar o sistema nervoso, diminuir o medo auxiliando-o a acalmar-se e a ficar com mais recursos para enfrentar o seu problema

- re- escrever a sua própria narrativa da situação empoderando-se;

- o poder de cura do riso. Através do riso libertamos hormonas de cura e saímos da narrativa de vitimização. Ao quebrar o transe de auto-pena ocorre a cura;

- a crença é uma espécie de hipnose. Por isso quando um médico dá um péssimo diagnóstico, retira toda a esperança ao paciente.

- o bolor por exemplo está na origem de diversos problemas como a fibromialgia, cansaço constante, problemas respiratórios e alérgicos;

- teorias das cordas ou dos universos paralelos, pode acontecer que algumas pessoas aceitem passar por determinada doença ou incapacidade numa determinada vida para despertarem;

-também é possível curar por sugestão de magia. Joan conta como conseguiu curar a verruga plantar do filho ao ter-se apercebido que ele acreditava muito nos poderes sobrenaturais de Jesus Cristo. Então ela aproximou-se dele pegou-lhe no pé e disse: vai-te embora verruga, vai-te embora em nome de Jesus Cristo! E ao fim de duas semanas não havia vestígios dela!

- Imaginar a cura - a imaginação é extremamente importante quer seja na meditação quer seja no dia-a-dia. Contribui para o nosso papel como co criadores da nossa realidade.

- sorrir para os seus orgãos internos, para o corpo inteiro e visualizar a cura pelo seu amor.

 


 

 

 

 

 

 

 

Manter o sentido de humor é necessário e fundamental!!!

Em vésperas de fim de ano de 2021, dei comigo a pensar que afinal não consegui manter o bom humor, ao longo do ano, como tinha pensado no ano anterior. Para mim, este foi foi um ano de muitos desafios. Perdas familiares. Muito trabalho e stress. Acabei o ano cansada e adoentada e com a sensação de que me deixei dominar pelo enredo da minha vida...

Assim, para 2022 um dos meu objetivos é manter o bom humor. 💪🤭🙏

Acho o humor uma excelente estratégia de elevar a nossa vibração, de transmutar emoções negativas e de tornar a vida mais leve.

Viver é mais prazeroso e leve se não levarmos tudo de uma forma tão séria e dramática.

Temos de ter balões de oxigênio que nos permitam descomprimir das correrias e stresses do dia a dia. O humor é excelente para isso!

Na healtsummit a Dr. Joan Borysenko recordou alguém, cujo nome não me recordo, que recuperou de um câncer a rir. Literalmente a rir. Durante algumas semanas ele nada mais fez do que ver filmes e séries comicas. No final, foi realizar exames e não tinha nada! Fantástico, não acham?

Não subestimem o poder do  humor.

 

Aqui fica um exemplo disso! 🤭🤭🤭

inbound780163106529447641.jpg

Pág. 2/2