Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Despertar da Mente

O Despertar da Mente

Um desabafo

Estou com uma brutal crise de sinusite... só  quem tem sabe o que custa! DOLOROSO!

Estou a fazer um inalante pulmicort nasal pois estava a perder sangue pelo nariz. E estou a fazer um medicamento  homeopático. Fiz hoje também  lavagem nasal com água do mar...

Aceito sugestões...

Reflexão do dia ... o dia a dia de Einstein

Tão interessante... e eu (e provavelmente a maioria) a imaginar uma rotina rígida de trabalho árduo e muitas noites perdidas... e afinal, ele investiu imenso em ... DORMIR! Tirar sonecas! Descansar a mente e o corpo!

Se calhar, Einstein sabia que para retirarmos melhor proveito da mente temos de descansar! A nossa sociedade está toda mal organizada! As pessoas andam exaustas! Não descansam o suficiente e refugiam-se no café, no tabaco e nos comprimidos para dormir!

Para reflectir...

 

Reflexão do dia... Einstein 1

"Quanto mais estudo ciência, mais acredito em Deus." -Albert Einstein.

einstein.webp

Em seu aniversário de 50 anos, "Eu não sou ateu", ele começou.

 

“O problema em questão é grande demais para nossas mentes limitadas. Estamos na posição de uma criança pequena que entra em uma enorme biblioteca cheia de livros em vários idiomas. A criança sabe que alguém deve ter escrito esses livros.

 

Ela não sabe como. Ela não entende os idiomas em que estão escritos. O menino suspeita vagamente de uma ordem misteriosa na disposição dos livros, mas não sabe o que é.

 

Essa, parece-me, é a atitude até mesmo do ser humano mais inteligente para com Deus. Vemos o universo maravilhosamente organizado e obedecendo a certas leis, mas apenas as compreendemos vagamente."

 

-Albert Einstein.

Por @despertarodivino

Um conto - Os quatro mendigos

Uma vez, quatro mendigos se encontraram por acaso em uma encruzilhada: um turco, um árabe, um persa e um grego.

Para celebrar o encontro, decidiram fazer uma refeição juntos. Reuniram os poucos centavos que tinham, com o intuito de comprar algo para a comemoração. Mas aí chegaram a um impasse. O que comprar com o dinheiro?

“Uzum”, disse o turco.

“Ineb”, disse o árabe.

“Inghur”, disse o persa.

“Staphilion”, disse o grego.

Cada um deles havia feito sua escolha num tom decidido, e logo todos estavam discutindo ferozmente, cada um defendendo que sua escolha era a melhor. 

Nesse momento, passou por ali um sábio que conhecia todas aquelas línguas e revelou o absurdo da briga

— Cada um de vocês está sugerindo a mesma coisa, só que com palavras diferentes: uvas!

Quantas vezes não nos inflamamos e saímos, de espada em punho, defendendo nossas opiniões, sem ao menos confirmar antes ou tentar entender o que o outro está nos dizendo? 

E o outro pode até  estar a dizer o mesmo  que nós  mas de uma forma um pouco diferente....

Reflexão do dia...

Pena a maioria das pessoas achar que o que a sua mente lhe diz é  100 %verdadeiro... mas não  é!

A mente, mente!

A mente faz-nos sentir vítimas, desadequados, errados... Adoece-nos!

E nós  somos muito mais...

No dia em que entender isso, vai iniciar o seu próprio  processo  de libertação. 

Screenshot_20221123-075013_Insight Timer.jpg

Uma partilha....

Dá  que pensar...

Muitas pessoas religiosas acreditam em espíritos malignos, demônios e obsessores.

Essas seriam entidades espirituais que podem nos prejudicar e sugar nossas energias.

No entanto, muitas vezes nós mesmos somos os obsessores das outras pessoas.

Somos os obsessores quando desejamos fazer prevalecer nossas ideias e impor nossas verdades a outrem.

Somos os obsessores quando criticamos, julgamos o condenamos o outro sem pleno conhecimento de causa.

Somos os obsessores quando temos ciúme e queremos obter a posse do outro.

Somos os obsessores quando batemos o pé e forçamos o outro a seguir a nossa vontade.

Somos os obsessores quando exigimos que o outro faça por nós algo que nos cabe fazer.

Somos os obsessores quando desejamos vencer uma discussão, instituir nossas verdades e firmar nosso ponto de vista.

Somos os obsessores quando burlamos o livre arbítrio alheio e o fazemos trilhar o caminho que nós julgamos correto.

Somos os obsessores quando tentamos ajudar sem nos preocupar no que é melhor para o outro, mas sim seguindo apenas o que nós acreditamos ser o melhor.

Somos os obsessores quando desejamos comprar o afeto das pessoas com presentes, regalias, benesses e mimos, esperando sempre algo em troca.

Somos os obsessores quando não permitimos que o outro cresça, se desenvolva, para não se tornar melhor do que nós.

Somos os obsessores quando fazemos tudo pelo outro e não permitimos que ele faça, erre e aprenda sozinho.

Somos os obsessores quando vomitamos um longo falatório desordenado e fútil acreditando que o outro tem obrigação de nos ouvir.

Somos os obsessores quando não damos espaço para o outro, o prendemos, o sufocamos, podamos seus movimentos, cobramos, oprimimos, sem permitir sua independência.

Somos os obsessores quando acreditamos que o outro deve corresponder aos nossos padrões, nossos modelos, nossa religião, nossos costumes, nossas crenças e nosso ideal de ser.

Somos os obsessores quando geramos milhares de conflitos, discórdias e desunião, quando criamos confusão, intrigas, fofocas e distorcemos a realidade para prejudicar o outro.

Somos os obsessores quando dissemos uma coisa ao outro e fazemos outra, enganando, omitindo e dissimulando.

Somos os obsessores quando vivemos reclamando e acreditamos que o outro tem obrigação de aguentar nossas lamúrias.

Somos os obsessores quando elogiamos para manipular, louvamos para enganar, enchemos o ego do outro para confundi-lo a fazer o que queremos.

Somos os obsessores quando fazemos do outro a nossa vida e depois ficamos magoados quando ele se afasta deixando um buraco em nossa peito, um vazio existencial e uma profunda infelicidade.

Procure a vida em ti mesmo. Não seja mais um obsessor do outro.

Não dependa de ninguém para ser feliz. Não fique sugando as pessoas.

Não acredite que o obsessor é sempre o outro…

Há sempre algo de obsessor em nós mesmos.

 

(Hugo Lapa)

 

 

Uma semana cheia da Luz do Criador para todos nós.

 

 Achei maravilhoso este texto para olharmos para dentro e fazermos uma verdadeira e profunda reflexão...

Sem nos culpamos e nos criticamos, mas sim nos responsabilizando por nossas atitudes e buscando uma reforma íntima, serena e verdadeira, para cada vez mais refletirmos a essência do Criador que reside em cada um de nós .

 

 

Compartilhando com Amor ❤️ Jô Dag